Ebook «Marta» à venda na KOBO

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Mais uma colectânea

Olá a todos.

A Pastelaria Estúdios vai lançar, no final deste mês, mais uma das suas colectâneas - temáticas -, destinadas a promover escritores de língua oficial portuguesa. Desta vez o tema é a Mentira, em todas as suas facetas. 

Eu voltei a ter o meu conto seleccionado para publicação: «Os Lobos do Alberto».

Com este, são já quatro, os contos que publiquei pela Pastelaria Estúdios: 

- «As Confissões de Maidenov»;

- «Poseidon»;

- «...Por Linhas Tortas»;

- «Os Lobos do Alberto»;

Partilho com todos um excerto do texto da minha autoria:

«Nasci há 35 anos, numa terrinha esquecida por Deus, em Trás-os-Montes. Vi as pessoas irem saindo, umas atrás das outras, sem nunca as ter visto regressar; a minha mãe, perante o meu espanto, dizia-me que as pessoas se deveriam perder e o meu pai falava-me dos lobos. E enquanto crescia, à medida que fui percebendo das coisas, do mundo, da mesma forma que fui perdendo a fé em Deus - que nos esquecera ali - fui entendendo o que levava as pessoas dali embora e fui criando a minha própria versão dos factos: as pessoas não se perdiam, nem eram apanhadas pelos lobos; esqueciam-se de voltar. Uma coisa que também a mim me aconteceria, um dia; muito embora, eu ainda não tenha percebido se me esqueci do caminho ou se me perdi; nem sei se alguma vez irei perceber, ou quererei fazê-lo, pela simples razão de que o homem acredita no que quer. Como um grande amigo meu me diria, anos mais tarde, muitos anos depois de eu ser aquele rapazinho de Trás-os-Montes: às vezes acredita-se tanto na mentira que não se distingue a mentira da verdade e, nesse caso, o que é que é a mentira, e para quem, e o que é a verdade? Quem é o mentiroso?»

in, «Os Lobos do Alberto», by Paulo Pinto Fonseca, Colectânea Mentira, pág. 173, Pastelaria Studios, 2015  

Sem comentários:

Enviar um comentário